Entre “diálogos ausentes”: o rap de protesto, a censura e criminalização dos protestos sociais

No dia 8 de Fevereiro
de 2018, Tirso Sitoe pesquisador e diretor executivo da Bloco 4 Foundation foi
o convidado para o seminário metodológico do Instituto de Estudos Económicos e
Sociais (IESE).

Sitoe, em sua
apresentação explorou as experiências dos músicos e do RAP de protesto em
Moçambique, como um ponto de entrada para análise de questões relativas à
liberdade de expressão, censura e criminalização dos protestos sociais e
pensarmos o modo como são definidos os sentidos de “pertença” nas fricções
entre os agrupamentos de exclusão/inclusão social em contextos de “boa
governação”.