Que relação podemos estabelecer entre a liberdade expressão, censura política e Estados Militarizados? Longe de responder a essa questão, vários desafios impõem-se de modo inquestionável acerca da atual conjuntara social, política e económica que se vive em alguns países da lusofonia, especificamente o Brasil, Moçambique e Angola. Estes desafios encontram-se em algum momento, baseados em princípios de liberdade, igualdade e respeito pela diversidade de opinião, especialmente no contexto pós-colonial. No entanto, as investidas feitas nos processos políticos e de governação reforçam à existência de violência política e censura politicamente institucionalizada, contra os que desenvolvem uma retórica em defesa das injustiças sociais na relação entre Estado/governo e sociedade, algumas vezes, fruto da herança colonial.

A título de exemplo, no Brasil Marielle Franco conhecida como ativista dos direitos humanos, foi baleada depois de ter participado em um ato político no Rio de Janeiro, onde criticava a intervenção do Exercito na segurança pública. Não diferente do Brasil, em Moçambique o jornalista Carlos Cardoso foi assassinado quando investigava um presumível caso de corrupção em um dos maiores bancos. Um caso de intimidação, verificou-se também em Angola, num processo denominado “15+2” em que ativistas angolanos foram julgados no Tribunal Provincial de Luanda, acusados de prepararem um golpe de Estado contra o Governo do MPLA de José Eduardo dos Santos.

Se por um lado, o Estado ofereceu um espaço para a democratização da mídia por via da liberdade de expressão e de imprensa, mas também pelo direito a manifestação, este mesmo Estado, por outro lado, ofereceu também, um espaço de perseguição política e intimidação contra os que tem discordado com a ordem político-governamental e partidária estabelecida. Nesta chamada de contribuições, pretendemos explorar os diversos lugares que a liberdade de expressão e a censura política tem ocupado, a partir de narrativas discursivas apresentadas e reproduzidas pelos diversos segmentos da sociedade em contexto de Estados Militarizados.