O processo de busca de garantia dos direitos humanos, prestação de contas, transparência, boa governação entre outros, tem vindo a ocupar um espaço cada vez mais relevante no cenário político e social, no decurso das lutas políticas e sociais nas diferentes organizações da sociedade civil em Moçambique. Apesar de significativos avanços no que concerne, ao estabelecimento da lei de liberdade de expressão e informação, a repressão por parte do Estado e cumplicidade judicial, tem revelado a existência de relações de intimidação bastante tensas, entre o governo, agentes “invisíveis” e diversos segmentos da sociedade civil. Este grupo de pesquisa, busca documentar e refletir sobre o lugar da liberdade de expressão no contexto de Estados “militarizados”.