Tirso Sitoe

Pesquisador & Director Executivo

Tirso Sitoe é fundador, pesquisador e Diretor Executivo da Bloco 4 Foundation. Mestre e pós-graduado em Relações Interculturais pela Universidade Aberta (Uab), Lisboa. A sua dissertação de mestrado explora experiências sobre a forma como o RAP de protesto, constitui um espaço em que os músicos e o público, exercem os seus direitos cívicos e de cidadania em Moçambique pós-colonial.

Em 2012 obteve sua licenciatura em Antropologia pela Universidade Eduardo Mondlane (UEM). A sua pesquisa atual, concentra-se em áreas como culturas juvenis, sociabilidades e processos de identificação juvenil; cidadania, activismo e direitos humanos em Moçambique; dinâmicas espaciais e movimentos sociais em contextos urbanos; Música de crítica e protesto social em Moçambique pós-colonial.

Em 2016, Tirso Sitoe foi um dos jovens líderes africanos, selecionados pelo seu cometimento com o desenvolvimento de África, para a integrar  um programa de treinamento em “Liderança Cívica” do programa YALI, no Centro Regional de Liderança da África Austral-Pretoria, oferecido pelo YALI- Regional Leadership Center, Mozambique.

Janne Rantala

Pesquisador & Coordenador

Janne Rantala é pesquisador e coordenador da comissão científica da Bloco 4 Foundation. Obteve um doutoramento em Antropologia Cultural pela University of Eastern Finland desde 2017. Sua pesquisa centra-se na estrutura e liminaridade, memória pública, Hip-hop, licença poética e movimentos sociais. A partir de 2018 Rantala, estará como investigador pós-doutoral em DST/NRF Flagship Programme, the Centre for Humanities Research (CHR), University of the Western Cape.

Recentemente, ganhou o prémio Collin Murray Prémio 2017 para o estudo pós-doutoral na África Austral, da revista Journal of Southern African Studies (JSAS), para o projecto Memory, Political Ancestors and Reconciliation. Ele foi investigador associado no Centro de Estudos Africanos na Universidade Eduardo  Mondlane, na University of Dar es Salaam, no Nordic África Institute, na Rhodes University e na University of Kwazulu-Natal.

Fernando Tivane

Pesquisador

Fernando Tivane é pesquisador da Bloco 4 Foundation. Atualmente é Doutorando em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS-Brasil). Ele, também é licenciado em Antropologia pela Universidade Eduardo Mondlane (UEM). Atualmente exerce a carreira docente nas disciplinas de Antropologia Cultural e Teorias da Cultura no Instituto Superior de Artes e Cultura (ISArC-Moçambique).

Tem experiência na direção e produção de documentários. Foi neste contexto que produziu o documentário sobre a invenção do movimento musical Pandza/Dzukuta, intitulado “O NASCER DE UM RITMO”.Neste momento, Fernando Tivane encontra-se envolvido na produção e realização de mais dois documentários etnográficos sobre a vida social em Maputo.

Alia Chunguane

Pesquisadora

Alia Chunguane é assistente de pesquisa da Bloco 4 Foundation. Em 2016, obteve sua licenciatura em Sociologia pela Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e seu trabalho de pesquisa, buscou compreender a relação existente entre o consumo da música rap e a construção da identidade da mulher rapper na cidade de Maputo.

Atualmente, suas áreas de interesses, centra-se nas identidades e sociabilidades juvenis, RAP de protesto em Moçambique, tendo como base abordagens sobre género.

Arcénio Chilengue

Pesquisador

Arcénio Chilengue é pesquisador assistente da Bloco 4 Foundation. Ele é formado em Arqueologia e Gestão de Património cultural pelo Departamento de Arqueologia e Antropologia da Universidade Eduardo Mondlane. Em sua pesquisa procurou explorar a relação entre preservação e valorização do património edificado em Moçambique a partir de um estudo de caso na Baixa da cidade de Maputo.

Chilengue tem passagem pela Direção Nacional do Património Cultural tendo colaborado na elaboração e implementação do projeto sobre “Educação patrimonial” que tinha por objetivo, efetuar palestras nas escolas a nível nacional de modo a dar a conhecer os bens do património cultural imóvel em Moçambique. Colaborou igualmente com o Departamento de Arqueologia e Antropologia respetivamente, como assistente na disciplina gestão de património cultural e no decurso de varias pesquisas de campo na província de Inhambane nos distritos da Maxixe e Vilanculos nas localidades de Manyikene, Chibuene e Linga-Linga.

Bruno Mateus

Artista

Bruno Mateus é formado pela Escola de Artes visuais na área de artes gráficas e teve uma passagem pela Faculdade de Belas Artes do Porto. Trabalha atualmente com grafite, entretenimento como MC/ vídeo animation, fotografia e moda. Desenvolveu varias exposições realizadas em Moçambique, Portugal e África do Sul. Ele é autor de vários murais que circunscrevem o espaço público da cidade de Maputo.

Vera Fátima Gasparetto

Pesquisadora

Vera Fátima Gasparetto é pesquisadora da Bloco 4 Foundation e doutoranda no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina (DICH/UFSC – Brasil. Pesquisadora Associada ao Centro de Estudos Africanos – UEM. Tem um mestrado em Sociologia Política (PPGSP/UFSC) e Graduada em Comunicação Social/Jornalismo na UNISINOS.

Realiza pesquisas na área de gênero, políticas públicas, mídia, comunicação, artivismo, movimentos sociais e ativismo, juventudes, mundo do trabalho, educação.

Susanne Holm

Pesquisadora

Susanne Holm é pesquisadora associada da Bloco 4 Foundation. Ela é também, fotografa e antropóloga social de Estocolmo, na Suécia, onde possui uma empresa como fotografa free lancer e trabalha como consultora de fotografia. Alem disso, Susanne viveu, trabalhou, estudou e realizou pesquisas em nove países de cinco continentes, especializadas em cura, comunicação visual e memória social em Uganda, Africa do Sul e Moçambique.

Mais recentemente Susanne completou um livro e um breve documentário sobre a comemoração do centenário SS Mendi na Africa do Sul, pelo qual obteve um mestrado em etnografia visual na Universidade de Leiden, Holanda. Susanne também possui um bacharelato em Antropologia social pela Universidade do Estocolmo com diplomas adicionais da University of the Sunchine Coast (Australia), da Nanyang Techonological University (singapura) e da Universidade de St. Andrews (Reino Unido).

Carlos Guerra Júnior

Pesquisador

Carlos Guerra Júnior pesquisador associado da Bloco 4 Foundation e é doutorando em Ciências da Comunicação na Universidade de Coimbra, em Portugal e é mestre em Comunicação e Jornalismo pela mesma Universidade. Sua pesquisa centra-se no RAP como forma de ativismo político, representação pós-colonial e contra-hegemônica no espaço lusófono.

Foi um dos organizadores do coloquio-concerto “RAPensando as Ciências Sociais e a Politica” que debate a ligação entre a arte e o mundo acadêmico que teve como figura de destaque o sociólogo Boaventura de Sousa Santos. Atua no meio artístico como RAPentista, uma mescla entre o RAP, a poesia e o repente (estilo tradicional do Nordeste do Brasil), no qual utiliza o nome da sua cidade natal “Mossoró” como alcunha.

Nelson André Mugabe

Pesquisador

Possui licenciatura em Antropologia pela Universidade Eduardo Mondlane (2012), mestrado em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2015) e doutorando em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Ciências Sociais com ênfase na Antropologia.

Trabalha com temas relacionados principalmente ás relações sociais de gênero e sexualidades; homossexualidades, direitos humanos e recentemente se interessa pela área de antropologia visual concretamente a produção, circulação e recepção da imagem, arte e expressão cultural.

Edgar Barroso

Pesquisador

Edgar Barroso é pesquisador da Bloco 4 Foundation, mestre em Estudos Africanos – Educação e Desenvolvimento, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Portugal e licenciado em Relações Internacionais e Diplomacia, pelo Instituto Superior de Relações Internacionais, Maputo.

Em 2016, Barroso foi um dos jovens líderes africanos, selecionados pelo seu cometimento com o desenvolvimento de África, para a integrar  um programa de treinamento em “Liderança Cívica” do programa YALI, no Centro Regional de Liderança da África Austral-Pretoria, oferecido pelo YALI- Regional Leadership Center, Mozambique.

Sua pesquisa concentra-se em áreas como educação e cidadania, ativismo político, juventude e processos políticos e de governação em Moçambique.

Laurinda Sikota

Pesquisadora

Laurinda Sikota é pesquisadora da Bloco 4 Foundation. É mestre em Antropologia Social pela Universidade Eduardo Mondlane (UEM) e tem como principais áreas de interesse pesquisas sobre a Antropologia Urbana com foco na cidade, espaço público e identidades e estudos sobre corpo, género e sexualidade.

Em Janeiro de 2018 Laurinda participou da escola de campo que teve lugar em Arba Minch na Etiópia, organizada pelo Institute for Anthropological Research in Africa(IARA) da KU Leuven-Bélgica com o tema “Turismo e Desenvolvimento no Vale do Rift a sul da Etiópia”.

Ela é também membro da equipa de Moçambique do Young Women Leadership, um programa  liderado pelo African Gender Institute (AGI) da Universidade de Cape Town que inclui universidades da África do Sul, Botswana, Moçambique, Namíbia e Zimbabwe. Trata-se de  um grupo de pesquisa e acção em matérias de Saúde e Direitos Sexuais e Reprodutivos, constituído por estudantes e alumnidos diferentes cursos de graduação e pós-graduação da Faculdade de Letras e Ciencias Socias da Universidade Eduardo Mondlane.

Rhuann Fernandes

Pesquisador

Rhuann Fernandes é assistente de pesquisa da Bloco 4 Foundation. Atualmente cursa Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Fundador e Coordenador da Organização Comunitária Nós por Nós (NPN). Bolsista de Iniciação Científica PIBIC/CNPq na Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É Pesquisador Associado do Centro de Estudos Sociais Aplicados da Universidade Cândido Mendes (CESAP/IUPERJ). Está como Monitor da disciplina Sociologia III-A e é Auxiliar de Pesquisa do Grupo de Pesquisa Ciências Sociais e Educação, ambos ligados ao departamento de Sociologia do Instituto de Ciências Sociais da UERJ.

Tem interesse e desenvolve estudos nas áreas de Sociologia e Antropologia, com ênfase nos estudos de Teoria Sociológica e Epistemologia das Ciências Sociais. Suas últimas pesquisas e trabalhos estão ligados às manifestações da cultura Hip Hop no Rio de Janeiro; o Ativismo Político por meio de movimentos sociais nas favelas do Rio; influência da black music como crítica e protesto social na história do Brasil, Perspectivismo Negro, Teorias Pós-coloniais e Decoloniais.